Minha História

Pra quem tem paciência, vou contar a história de como vim parar nos EUA.

Comecei a fazer inglês em 2009, com o intuito de me ajudar a passar no vestibular para Medicina. Era meu último ano de ensino médio. Ano de fazer escolhas e se preparar para o tão temido vestibular. Só que chegou na hora de me inscrever para prestar a prova e eu simplesmente não sabia mais o que eu queria fazer da minha vida.

Um dia, no meu intervalo da aula de inglês, comecei a conversar com minha professora sobre intercâmbios, que era algo que eu sempre quis fazer e nunca tinha ido atrás por causa de dinheiro. O que minha professora me disse me deixou pasma: "Pâmela, eu só gastei 5 mil reais para morar fora por 1 ano na casa de uma família e ainda receber um salário semanal.". No mesmo dia comecei a pesquisar mais sobre o assunto e encontrei o programa de intercâmbio Au Pair.

O que é Au Pair?
É um programa de intercâmbio para pessoas de 18 a 26 anos onde você mora com uma família, trabalha para eles como babá, recebe um salário semanal de $195.75 e uma ajuda para estudar de $500. Não temos que nos preocupar com passagem de ida e nem com gastos com moradia e comida (quando você está em casa). Você ganha sua passagem de volta se você completar o seu programa com sucesso: não trocando de família (sim, você tem essa opção caso você não se adapte a família) e cumprindo 60 horas ou 6 créditos de estudos.

É um ótimo negócio, não? Mas tudo tem o seu porém. Vamos falar dos dois lados dessa experiência.

Lado bom: você vai conviver diariamente com uma cultura nova, vai melhorar seu inglês (e como!), vai ter a oportunidade de estudar fora do país, conhecer lugares lindos, comprar eletrônicos, roupas e etc a preço de banana.

Lado ruim: como a casa não é sua você terá que se adaptar as regras da família, você não se sente com liberdade na casa e às vezes tem que aceitar coisas sem falar nada (exemplo: trabalhar 1 hora a mais e não falar nada, pois se a família ter algum problema com você ela pode contatar a agência e falar que você não é uma boa Au Pair e você tem que trocar de família).

Mas como tudo em nossa vida, a gente acaba se acostumando com a rotina, certo? Nos meus primeiros 4 meses morando aqui eu sofri muito. Sempre tive problemas na minha família no Brasil, eu e minha mãe brigávamos direto. Eu estava dando graças a Deus que estava vindo. Mas, nesses 4 meses aprendi a dar valor pra família que eu tenho, morria de saudade, chorava todo dia. Consequência: engordei 17kg nesses 4 meses mas aprendi a dar o valor merecido pra minha família.

Hoje, maio de 2011, faz 9 meses que estou morando aqui. Não posso dizer que amo de paixão esse lugar, só amaria se as pessoas que eu amo estivessem aqui comigo, mas já tirei muita coisa boa disso tudo:
   - Viajei (Detroit, Philadelphia, Washington, New York);
   - Estudei (Fiz dois cursos de inglês, um de gramática e um de conversação);
   - Comprei (Notebook, iTouch, câmera digital, roupas, tênis, bolsas,...);
   - Fiz amigos que vou levar pra vida inteira;
   - Aprendi que tem pessoas que só querem tirar proveito da gente;
   - Aprendi a cuidar de mim mesma;
   - Aprendi a usar meu dinheiro;
   - Meu inglês está MUITO melhor.

Ihh, são tantas coisas! E ainda tenho muitos planos pela frente. Esse programa de intercâmbio te possibilita, após você completar 1 ano, a ficar por mais 6, 9 ou 12 meses. Eu vou ficar por mais 9. Por quê? Sinto que não fiz tudo que eu queria e que não estou preparada pra voltar pro Brasil ainda.

Meus planos?
   - Viajar mais (Disney, Miami, Califórnia, Las Vegas,...);
   - Estudar mais (Pelo menos uns 3 cursos eu quero fazer);
   - Comprar eletrônicos (Netbook, celular, impressora, iHome);
   - Comprar roupas, sapatos e acessórios (Como toda boa mulher! haha);
   - Guardar um dinheiro pra quando voltar pro Brasil.

Bom, essa é a minha história. Brasil, maio de 2012 estou aí!!

 Minha família americana, estavamos numa churrascaria brasileira comemorando meu aniversário.

 Minha casa

 James - 8 anos

 Melissa - 2 anos


Michael - 3 meses